5 escritoras para quem gosta de Clarice Lispector

Quem acompanha nosso grupo, tanto no Facebook quanto no Goodreads, sabe que em janeiro estamos lendo Todos os contos, da Clarice Lispector. Então, em homenagem ao nosso livro do mês,  resolvi separar 5 escritoras que, de uma forma ou de outra, construíram obras semelhantes às de Clarice Lispector, algumas contemporâneas e outras anteriores a ela, nas quais muitos estudiosos consideram que Clarice tenha se inspirado.


Virginia Woolf

Provavelmente a mais conhecida internacionalmente desta lista, embora não tenha recebido os prêmios que merecia, Virginia Woolf foi uma das grandes responsáveis pela inovação de estilo literário no início do Século XX, e até hoje é vista como uma das principais referências no estilo “fluxo de consciência”. Tendo publicado desde longos romances a curtos ensaios, é até difícil selecionar suas obras principais. Optei por selecionar, assim, as obras por meio das quais ela rompeu barreiras, em termos de estilo, de modo semelhante ao que Clarice Lispector realizou na nossa literatura:

Mrs. Dalloway: Um dos seus livros mais populares, tem uma longa narrativa com uso constante da técnica do fluxo de consciência, de modo que todo o romance se passa, na verdade, no período de um dia da personagem principal, Mrs. Dalloway. Um dos aspectos mais interessantes desta obra é a forma com a qual Woolf desconstrói a ideia da mulher perfeita, ao nos mostrar o que se passa de fato na cabeça da personagem.

As ondas: Aqui, Woolf leva o fluxo de consciência ao extremo, nos apresentando a vozes (ou melhor, fluxos de consciência) de cinco personagens distintos, sem se preocupar em anunciar previamente a que momento ela muda de um para outro. Não é uma leitura fácil, mas é responsável por uma experiência estética única, o que o tornou a minha leitura favorita da autora, até hoje.

Orlando: uma biografiaOrlando se diferencia um pouco do restante da obra de Virginia Woolf, pois se apresenta como uma biografia de uma personagem fictícia, Orlando, que, segundo alguns, teria sido baseada na vida de uma amiga de Woolf, Vita Sackville-West. Ao contrário dos romances mencionados anteriormente, o estilo desta obra é considerado mais acessível, pois ela é escrita de modo a satirizar as tradicionais técnicas dos historiadores e biógrafos, em vez de fazer uso do fluxo de consciência.


Katherine Mansfield

Contemporânea de Virginia Woolf, Katherine Mansfield (nascida Kathleen Mansfield Beauchamp) não obteve o mesmo reconhecimento, enquanto viva, que a primeira. O que não depõe contra a qualidade de sua prosa pois, após as duas terem se conhecido, a própria Virginia Woolf teria dito que sua escrita foi “A única escrita que invejei”. Seu estilo melancólico e intimista lembram muito o de alguns dos romances de Virginia Woolf, assim como os contos de Clarice Lispector, que, muito provavelmente, se inspirou em Mansfield.

Por não ter recebido o mesmo reconhecimento, não é muito fácil encontrar seus livros no Brasil, então recomendo fortemente qualquer uma das coleções de contos que já foram publicadas por aqui. Eu gosto bastante de Felicidade e outros contos (Bliss, no original), mas ainda não li um só conto da autora que não valesse a pena a leitura.


Elisa Lispector

Irmã mais velha da Clarice, Elisa Lispector viveu toda a sua carreira literária nas sombras da irmã mais nova, mas, aos poucos, vem tendo seu mérito reconhecido. Com uma escrita forte e introspectiva, ela usa suas obras, em geral, para falar de questões profundamente existencialistas, além de ter usado sua experiência enquanto exilada para falar do tema em alguns de seus romances.

Suas obras de maior relevância são os romances Além da fronteira, no qual une leveza e angústia metafísica, O muro de pedras, uma de suas obras mais elogiadas pela crítica, e a coletânea de contos O tigre de bengala, no qual parece unir temas metafísicos com aquele momento único e milagroso na vida de alguém.


Lygia Fagundes Telles

Inegavelmente uma das maiores escritoras de língua portuguesa e vencedora dos prêmios Jabuti e Camões, entre outros, além de ser uma imortal da Academia Brasileira de Letras há mais de 30 anos, Lygia Fagundes Telles tem uma obra um tanto quanto plural, na qual encontramos pontos de semelhança e diferença para com a de Clarice Lispector. Sua obra se caracteriza, principalmente, pela construção de personagens femininas marcantes e por estar sempre engajada com a realidade do nosso país e com questões pertinentes à época de publicação de cada obra.

Dentre sua extensa obra, destacam-se Ciranda de pedra, romance que ela considera como o verdadeiro início de sua carreira enquanto escritora (ela mesma não gosta de seus primeiros textos), As meninas, romance que possui três amigas como protagonistas e a Ditadura Militar e suas consequências como pano de fundo, e A noite mais escura e mais eu, coletânea de contos que possuem como fio condutor um mergulho denso e dramático na condição humana.


Alice Munro

Uma das contistas contemporâneas mais reconhecidas, principalmente após ter sido vencedora do Prêmio Nobel de Literatura (2013), Alice Munro consegue aliar uma escrita profundamente intimista e que trata de temas bastante profundos e existencialistas, como Lispector fazia, a tramas um pouco mais realistas, sem que encontremos, naquela, aqueles momentos em que o véu do realismo se rompe, que frequentemente encontramos nesta.

Após ter recebido o Nobel de Literatura, tornou-se relativamente fácil encontrar os livros da Alice Munro em livrarias por todo o país. Recomendo especialmente Vida querida, no qual vemos um lado um pouco mais autobiográfico da autora, Felicidade demais, que contém histórias marcantes escondidas sob uma aparente simplicidade e, para os fãs do cineasta Pedro Almodóvar, vale a pena conferir a coletânea Fugitiva, na qual se encontram os três contos que inspiraram seu último filme, Julieta.


Conhece outra escritora que possa agradar aos fãs de Clarice Lispector? Compartilhe conosco nos comentários!

 

Anúncios

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s